É possível comprar um imóvel sem se endividar? - AC Engenharia
Ícone de Email

ATENDIMENTO

POR-EMAIL
Ícone de Telefone

79 3251.9100

LIGUE AGORA
Ícone de WhatsApp

WHATSAPP

PRA VOCÊ
Fique por dentro das novidades

NOSSO BLOG

É possível comprar um imóvel sem se endividar?

O sonho da casa própria tem ficado cada vez mais distante por medo das dívidas? Fique tranquilo! Este post mostra como comprar um imóvel sem se endividar!

COMPARTILHAR

Pode continuar a leitura que a resposta já está na primeira linha: sim, é possível comprar um imóvel sem se individar. Mas, o importante mesmo é saber como, de fato, comprar um imóvel sem passar aperto no final do mês, certo? E é justamente isso que vamos esclarecer hoje neste artigo!

Comprar um imóvel é o sonho de muita gente, mas o aluguel, as despesas da casa e outras obrigações financeiras vão deixando essa realização cada vez mais distante. Por isso, na hora de comprar um imóvel, a palavra de ordem é: planejamento.

Quer ver como é possível adquirir um imóvel sem se endividar? Continue lendo que a gente te conta!

O que fazer para comprar um imóvel sem se endividar?

Fique de olho nas taxas

É claro que o valor do imóvel é importante, mas se você for financiar, existem números bem menores e que podem fazer muita diferença no futuro: as taxas de juros. Não tenha pressa em achar a melhor taxa, investir um tempo à procura da melhor oferta, com certeza, vai valer a pena.

Geralmente, os bancos disponibilizam calculadoras de simulação de compra online, ali você consegue ver o valor total que será pago ao final do financiamento — e vai perceber que cada ponto percentual importa.

Simule o pagamento

Esse é um dos primeiros “testes de fogo” para ver se a sua renda comporta a aquisição de um imóvel. Reserve, mensalmente, por algum tempo o valor que seria destinado ao pagamento do financiamento e veja o impacto que isso tem sobre a sua renda.

O ideal é nunca comprometer mais de 30% da renda para evitar surpresas desagradáveis. E se você mora de aluguel, não esqueça de calcular a diferença entre ele e o financiamento. Um exemplo simples: você paga de R$500,00 de aluguel e o financiamento custará R$800,00? Então, guarde R$300,00 por mês, afinal, esse será o valor total que você terá que arcar com o novo imóvel.

Não seja pego de surpresa

No seu planejamento, algumas outras coisas precisam ser incluídas além da parcela pura e simples. Não esqueça das despesas extras que você terá que pagar como despesas com cartório — os gastos com a papeladas e tributos pode chegar a 8% do valor total do imóvel — e parcelas intermediárias.

E não tenha medo de perguntar! O corretor está ali para tirar as suas dúvidas e, quando falamos de dinheiro, todo cuidado é pouco. Leia o contrato com atenção e peça todos os esclarecimentos necessários.

Use o seu FGTS

Se esse é o seu primeiro imóvel, lembre-se que você pode usar o saldo do seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na hora de financiar. E, também, a cada dois anos, pode usar o saldo acumulado nesse tempo para abater parte do saldo devedor.

Dessa forma, você ganha um empurrãozinho para diminuir a dívida, basta conversar com o gerente do banco para que seja emitida a autorização necessária.

Concentre-se na aquisição

Um investimento alto, como a aquisição de um imóvel, costuma mexer bastante com o planejamento financeiro. Por isso, é bom você se preparar para cortar muita coisa supérflua da sua rotina. Pode parecer pouco, mas cada pequena economia faz uma diferença enorme na hora de comprar um imóvel.

Viu como é possível adquirir o seu imóvel sem se endividar? Pesquise bem e use essas dicas como guia, vendo onde ajustes podem ser feitos para que esse sonho se concretize logo! Neste post, especialistas dão 10 outras dicas para você sair do aluguel e comprar o seu imóvel! Confira!

Receba em primeira mão as novidades
e lançamentos da AC ENGENHARIA.